Este blog contém pus!

Danças de salão, o Swing

n.d.b.
Para quem não consegue ler mais de duas linhas,
 passe por cima das piadas e veja só os vídeos.
  

Então há uns tempos tive uma idéia. Decidi ser gay.

E fui. Fui ter com os meus pais e disse-lhes que a partir daquele momento era gay. Os olhos deles entumeceram de alegria pois disseram que o sonho deles era ter um filho gay. Ao que eu retorqui, que só depois da minha idéia é que tive o chamamento para gay. Mas que na mesma  ficava contente por eles estarem contentes e que eles me podiam ter dito antes o que esperavam de mim.

Apenas disseram que não me queriam pressionar e que acharam por bem a vida seguir o rumo natural dos acontecimentos. Se fosse para toda vida heterossexual eles também iriam ter muito orgulho de mim.

Decidi ser gay. Ainda não pensei no casamento. Apenas pensei num bom swing.

Isto porque houve um amigo meu o que me explicou o que era o swing. E tentando não usar estrangeirismos, ele disse-me que uma boa abanadela era uma troca de parceiros entre casais. Ora, dito isto comecei logo a magicar, ou não fosse estar de olho na minha vizinha quarentona, casada e mãe de filhos ia já para algumas semanas.

Como não ia trocar a minha namorada com ninguém, fui buscar ao armário a minha melhor indumentária e o meu amigo homossexual e toquei na campainha do 2º direito. Apareceu o meu vizinho. Para grande espanto meu, ele até concordava com a idéia das danças de salão não fosse a mulher dele ter fugido nessa semana com a sua amiga lésbica para Vila Velha de Ródão onde iriam ser tratadas como iguais. Ou seja, lésbicas.

Será que alguém podia pensar que envolvesse maridos e filhos?

Apenas pensei num bom swing. E assim sendo, não desisti da idéia.

Comecei a pesquisar na internet e em bêcos escuros onde encontrar um bom swing. Falaram-me em Alunos de Apolo mas franzi o sobrolho. Não acho que astronautas fosse a cena que andava à procura. Felizmente, no meio de tanta informação errónea chegou-me a informação que num 8º andar de um prédio de 15 em plena Lisboa havia o que estava à procura.

Telefonei e marquei entrada para mim e para o meu amigo gay. Vamos dar-lhe o nome fictício de Felisberto. Ou Teresa Guilherme. Como preferirem. De qualquer maneira ele não é importante para o destino desta história. O importante é que lá fomos os dois, eu de levador, ele de escadas com a sua mania de exercício físico. Eu cheguei 6 segundos antes dele.

Tocamos à campainha. Duas vezes, até aparecer uma velhota.

– Se estão à procura de rambóia…

Apesar de a idéia de rambóia me ter passado pela cabeça, estabeleci mentalmente alguns limites. Não ia fazer nada com as meias calçadas. Olhei para os ténis e percebi que ia perder algum tempo, nem sabia porque tinha feito o nó duplo. Já sabia que aquilo ia dar uma trabalheira dos diabos(!) a desatar e descalçar. Martirizei-me por não ter comprado os ténis com atacadores de velcro.

– … a porta é do outro lado!

Tocamos à campainha. Duas vezes, até aparecer um homem.

Tinha os seus 34 anos. Sensual q.b. para homem, e para homem daquela idade. Não que eu apreciasse esse tipo de qualidades, mas pensando num rácio causa/efeito supus que por arrasto a vertente feminina do casal teria as mesmas qualidades. E estava correcto.

Fomos conduzidos até uma sala onde estavam lá mais uns 12 homens. Todos eles bem constituidos, mais de 1,80 mt e ombros robustos, de várias étnias, incluindo a caucasiana. Não percebi bem a lógica mas os homens iam saindo 2 a 2. A coisa prometia. Tanto, que para o final fiquei indeciso se podia preferir uma asiático-portuguesa ou uma afro-portuguesa. Até que um dos homens do quarto se dirigiu a mim.

– Vamos?
– Então onde está a mulher do casal?

– Sou eu. Meu nome é Arnold Schwarzenegger Mossoró e sou a mulher do casal!

 

O que mais me irrita…

É que até hoje a Teresa Guilherme ainda não me agradeceu!!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s