Este blog contém pus!

Tráfico de orgãos

Venho escrever sobre algo que não se tem falado ultimamente. Talvez por já não estar na moda ou, mais provavelmente, por maiores interesses financeiros colocarem um entrave à sua exposição mediática. É crível que o tráfico de orgãos movimente milhões de euros em todo mundo. Ou seja, quando o assunto é dinheiro percebe-se facilmente o que leva ao silenciamento deste problema mundial. E quiçá, do Pato à Pequim.

Quem nunca acordou sem se lembrar do que lhe tinha acontecido na noite anterior e com uma ligeira sensação que lhe faltava o fígado? Quem nunca ponderou sobre o facto de haver sempre moelas e pipis numa tasca perto de nós? Quem não se questiona sobre o que isto terá a ver com o tráfico de orgãos?

Eu acordo. Eu pondero. Eu questiono.

Existe até uma história, que creio ser verdadeira, em relação ao tráfico de orgãos vindos de África e Ásia e à sua entrada na União Europeia através da sua porta de acesso, Portugal. Francisco Moita Flores, na altura ainda inspector da polícia judiciária e não escritor de novelas, conseguiu interceptar um contentor repleto de orgãos para o mercado negro. Diz-se que o ex-inspector ficou horrorisado quando na alfândega abriu um dos contentores vindos de África num navio com bandeira das ilhas Seychelles e apenas terá dito:

Epah!! Aqui há Casio!
 Eu, pessoalmente, continuo a preferir o Hammond!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s