Este blog contém pus!

coiso

O marásmo

Muitos perguntaram e muitos perguntarão o porquê de tanta e frenética inactividade.

Bem, a resposta é simples apesar do que possam pensar. Não caí num precipício, não saltei de um prédio em chamas, nem fui atropelado por um camião com atrelado. Apenas decidi fazer uma lista de coisas que achava que devia fazer. Vocês sabem, algo que vos dê algum sentido e vos faça passar de objectivo em objectivo até à realização final. E basicamente foi isso que eu fiz.

Mostro-vos a minha lista, o porquê de tanto tempo sem escrever:

Hmmm…  outros dirão que só apareci porque amanhã o blog faz anos e queria ver se haviam prendas. Não digo que seja verdade… mas a verdade é que não escrevi isso na minha lista!


… blip… 6a dia 13… blip…

Nada a dizer.

Quer dizer, 6ª feira… 13.

Nada, menos uma coisa a dizer.


10 do 10

10/10/10 10h10m10s

Não sei se sentiram alguma coisa. Eu não.

 

 

 

10/10/10 10h11m58s…

 


Nova edição, outro lançamento

Penso que noutros lançamentos terei sido um pouco distante para os leitores do blog. Gostaria neste lançamento de ser muito mais caloroso e afectivo.

Mais… directo.

Mais, para o povo.

Mais,  in your face!

Novo recorde mundial de lançamento com retorno:

56 pés (pelas mãos);

17,069 mt (aprox.)


Mais um…

Nunca pensei

vir a ter

mais que um:







2 (dois) anos

 de existência

do blog!


6a feira 13, IV

A cesta da fruta. A sesta da fruta. A sexta da fruta. 

Dormir a sesta. Dormir a sexta. Dormir a cesta.

Na sexta, dia 13. Na sesta, dia 13. Na cesta, dia 13.

 
Este artigo não foi escrito tendo em conta o novo Acordo Ortográfico mas sublinhámos o que pensamos correcto.

 

Paz no Mundo. Pás no Mundo. Paj no Mundo


António Bué Feio

Estavam 2 homens sentados num palco.

Um saiu e o outro chamava-se António.

(1954-2010?)

http://www.antoniofeio.com/


Laranja Mecânica

Provavelmente daqui a uns anos ninguém se lembra da equipa que perdeu a final.

Seleccionar ano:
2010
1978
1974
1971

Seleccionar jogador:
Bach
Bethoven
Fernando Lopes-Graça
Mozart
Wagner

Seleccionar equipamento:
Fato-de-treino
Avental
Calções e T-Shirt
Fato-de-flanela
Pijama

 


nascer, estudar, morrer

No seguimento da conversa:

É secundário perceber se temos ou não as faculdades todas quando o assunto primário de conversa são ciclos de sono. Não temos. É básico!

Ninguém tem as faculdades todas!


Borne Ultimatum

Borne 2B Wild


Dia dos enamorados

«Será que quem foi atingido pela seta do Cupido celebra o Dia de São Valentim?»

 

Foi triste o que se passou ontem.

Estava um dia tão bonito. Uma temperatura tão agradável. Uma brisa tão singela. Uma chuva tão definida. Um arrepio na espinha.

Estava numa esplanada. Junto ao mar. A beber um refresco. A fumar um cigarro. A ler um jornal.

Naquilo, a minha cara metade veio ter comigo:

– Que estás aqui fazer?
– Estava só a ver as gordas!

Nisto, acabou comigo.

 

 «Será que quem encontrou o seu destino celebra o Dia dos Namorados?»

 

A partir de hoje.

Vou à esplanada. Junto ao mar. Bebo um uísque. Fumo um cachimbo. Leio um contrato.

De preferência um contracto de seguros. E só vejo as pequeninas!

Nisto:

«Será que vou ser acusado de pedófilia?»
«Será… do Guaraná?»

Naquilo.

Coiso.

 

 «Será que quem engata as gajas na net celebra o Dia dos e-namorados?»


O avô cavernoso

Hoje: o avô cavernoso instituiu a chuva.

Ratificação: até parece que é Inverno!

Persignou-se
Ninguém o chora agora
Perfumou-se

Pensamento: Vinte mil léguas de virgens vieram

Devagar: Até que se ouvem gritos, matinadas


Este blog contém…

… basicamente o que vocês acharem que este blog contém.

 

Já que foi utlizada cerca de 10 vezes a palavra “contém”, convém fazer aqui uma pequena ressalva. “Contém” não é uma ordem para vocês somarem um, mais um. Ou como diria um professor de um amigo meu, para somar batatas com batatas e tomates com tomates. Esta palavra apenas pressupõe que algo está dentro de… Sendo assim, e juntado alhos com alhos, o que aqui se vos pede é que escolham o que para vós, este blog tem dentro. Para que essa indicação apareça no subtítulo e assim cibernautas menos atentos não venham ao engano procurar algo que não existe.

 

 

Para provar isso mesmo, aqui fica um pequeno top3 de procuras ao blog

Procura Visitas
michael jackson 500
sininho 424
sexo gay 316

 

E como todos os 2 leitores assíduos sabem, aqui fala-se bastante mais de sexo gay do que à primeira vista parece. E claramente mais do que da Sininho. E sendo sincero, destas 3 taras, só não percebo mesmo a da Sininho. É ela é tão pequenina…

 

 

hmmm… se calhar deve ser por isso!


Cheiro a cavalo

Ao ler este artigo está a doar 5 cent. a uma conta humanitária sediada na Suíça*.

 

Longe vão os tempos em que os odores emanados pelo corpo humanos eram vistos… perdão… cheirados de forma repugnante.

Se por vezes poderá estar dentro do limite do aceitável quando numa actividade física sem jockeys se sente um ligeiro aroma, uma fragância mundialmente reconhecida como o cheiro a cavalo, esse aroma propagado para o local de trabalho fica, como direi…(?) Bem, talvez até vocês o consigam definir, cheirar e repugnar melhor que eu pois ando um pouco constipado. Inverno e tal. Mas basicamente fica insuportável e se temos que o fazer entender a um colega para nosso bem, parece que é para nós que fica constrangedor. Então se for um colega do sexo masculino  poderemos até esperar um sorriso maroto, de algo parecido a uma vitória. Mas temos que o dizer. Coiso, desodorizante. Se faz favor.

Se for a UM colega do sexo feminino… Bem! Nem quero pensar nisso.

No entanto há notar que estes tipos de odores corporais (*aparte* odor corporal, onde já ouvi isto??) já foram aceites e úteis em sociedade, quer nos preliminares ao acto de acasalamento, quer na demarcação do território. É certo que alguns de nós ainda não eram nascidos quando tal aconteceu, mas isso não é razão para dizer que não aconteceu. Está nos livros! E se os leitores pensarem um pouco, de certeza que até se lembram do famoso, do infame, do ignóbil, do peidinho da avó.

Pois bem, e agora no que me faz parecer um regresso a esse passado e a um odor mui popularizado por vários artistas de nomeada, até de outras formas de arte, como gastronómica ou musical, os grandes criadores de perfume voltaram-se novamente para as essências corporais básicas. E quando eu digo básicas… BEM!

 

Ele há coisas que não saiem de moda! 

 

* Acontece muitas vezes quando se diz Suíça e Suécia muitas vezes seguidas e alternadamente se acaba por dizer Suícia. No entanto, isso é um erro e esse país não existe. A Suícia nada tem a ver com a Suécia e a Suécia nada tem a haver da Suíça, pois lá não se guarda dinheiro de contas humanitárias secretas e não se canta o tirolês.