Este blog contém pus!

música

Linhas azuis

Artista
Massive Attack

Álbum
Blue Lines

Ano
1991

 

1 Safe from Harm 5:16
2 One Love 4:48
3 Blue Lines 4:21
4 Be Thankful for What You Got 4:09
5 Five Man Army 6:04
6 Unfinished Sympathy 5:08
7 Daydreaming 4:14
8 Lately 4:26
9 Hymn of the Big Wheel 6:36


Som vencedor

 

1 L.A. to Detroit (to London) 1:19
2 McNasty Filth + 2:55
3 Nowadayz * 3:08
4 Champion Sound + 2:23
5 The Red * 3:14
6 Heavy + 3:46
7 Raw S–t * 3:08
8 The Official + 3:31
9 The Heist * 3:05
10 The Mission + 2:24
11 React (ft. Quasimoto) * 2:45
12 Strapped + 3:13
13 Strip Club * 2:50

14 The Exclusive * 1:23
15 Survival Test + 3:55
16 Starz * 3:03
17 No Games + 1:47
18 Pillz 2:49
19 Raw Addict 3:02
20 Ice 1:15

+ Prod. Madlib
* Prod. J Dilla



Num parque de estacionamento…

At the Drive-In no Barreiro

Relationship of Command no Seixal

2000 em Almada

1 Arcarsenal 2:55 em Palmela
2 Pattern Against User 3:17
3 One Armed Scissor 4:19
4 Sleepwalk Capsules 3:27
5
Invalid Litter Dept. 6:05 em Setúbal
6 Mannequin Republic 3:02
7 Enfilade 5:01 na Costa de Caparica
8 Rolodex Proaganda 2:55
9 Quarantined 5:24 na Moita
10 Cosmonaut 3:23
11 Non-Zero Possibility 5:36 no Montijo


Yippie-yi-yo-ki-yay

Yippie!

vs.

Um dos verdadeiros clássicos natalícios…

Sem dúvida o homem é o máááióór! E ao contrário de outros, é uma pessoa preocupada, carinhosa e até meiga. A forma como fica sempre magoado e com uma ferida por cima do sobrolho deixa em mim um grande sentimento de empatia e compaixão pelo personagem.

 

 

Yippie-Kai-Yay Mother Foca!

 

by John McClane (no Brasil, Pai Foca)


Yes, We…

Can

Tago Mago

1971

1 Paperhouse 7:28
2 Mushroom 4:03
3 Oh Yeah 7:23
4 Halleluhwah 18:32
5 Aumgn 17:37
6 Peking O 11:37
7 Bring Me Coffee or Tea 6:47


O doce da avó

I got bugs
I got bugs in my room
Bugs in my bed
Bugs in my ears!

 Estava-me a apetecer um pouco disso agora…

Pearl Jam
Vitalogy
1994

1 Last Exit 2:54
2 Spin the Black Circle 2:48
3 Not for You 5:52
4 Tremor Christ 4:12
5 Nothingman 4:35
6 Whipping 2:35
7 Pry, To 1:03
8 Corduroy 4:37
9 Bugs 2:45
10 Satan’s Bed 3:31
11 Better Man 4:28
12 Aye Davanita 2:58
13 Immortality 5:28
14 Hey Foxymophandlemama, That’s Me 7:44


Gambito de dama

       Dama, D1-G1

Frank Miller! QOTSA 

                        Sin City  Songs for the Deaf

       2005  2002

     Check...  Mate! 

1 You Think I Ain’t Worth a Dollar But I Feel Like a Millionaire 3:12
2 No One Knows 4:38
3 First It Giveth 3:18
4 A Song for the Dead 5:52
5 The Sky Is Fallin’ 6:15
6 Six Shooter 1:19
7 Hangin’ Tree 3:06
8 Go with the Flow 3:07
9 Gonna Leave You 2:50
10 Do It Again 4:04
11 God Is in the Radio 6:04
12 Another Love Song 3:15
13 A Song for the Deaf 6:42
14 Mosquito Song 5:37

 


Sinal indicativo de mudança de direcção do veículo em marcha

1.01 A introdução

Geralmente não dou muita atenção à estrada e aos veículos que nela circulam.

1.02 Os pobres condutores

O facto de ter motorista e ele ter uma condução suave e perceber as minhas indicações e não ter taxímetro também ajuda. Quero dizer, principalmente a primeira razão. O facto de ter motorista é claramente o que me distingue dos outros condutores. Os outros pobres condutores. Claro que se quisermos ser radicais, eu nem deveria ser considerado um condutor, pois não conduzo um carro. No entanto, conduzo o homem que o conduz. O senhor motorista só faz o que lhe man… o que lhe peço. Daí resulta que me considero tão condutor quanto outros, e por vezes até mais. Mais! Pois como até já acabei por reparar que grande parte dos outros condutores que não têm motorista acabam por ficar muito mais stressados no seu acto de conduzir. A utilização do carro que deveria ser em relação a outros transportes, motorizados ou não, uma alternativa  mais cómoda, eficaz e segura para chegar de ponto A a ponto B, torna-se numa perturbante fonte de nervosismo e ansiedade. Os condutores que se encontram dentro dos carros acabam por ficar tão nervosos e até cometem alguns actos impensados. Por vezes, e até me custa dizer isto, chegam a ultrapassar a velocidade permitida na via em que circulam!

1.03 A paisagem

Dito isto, não significa que não veja o que se passa à minha volta. Consigo apreciar uma bela paisagem, uma bela jante, uma bela condutora, um belo extra…

2.01 Os extras

Existem veículos que possuem elementos extra aos proporcionados num veículo comprado por um pobre condutor.

2.02 O sinal indicativo de mudança de direcção de direcção dos veículos em marcha

Um dos extras que acho mais estranho, especialmente fora da época natalícia, são aquelas luzes coloridas que se encontram na parte traseira dos veículos. Pelo que, até cheguei a questionar o meu motorista acerca do seu uso e utilidade. O que ele me indicou foi que essas luzes eram designadas de luzes de sinal indicativo de mudança de direcção dos veículos em marcha e que serviriam para avisar e indicar uma mudança de direcção dos veículos em marcha, daí o nome. No entanto a função do “pisca”, como é vulgarmente conhecido, tem decaído em uso nos últimos anos em detrimento de outros extras, como o ar-condicionado ou o auto-rádio.

Claro que existem condutores que por serem pobres têm que escolher entre nenhum e alguns extras. Como devem perceber, dinheiro não é problema para mim e como tal forneço a qualquer carro todos os carinhos necessários para me sentir em casa. No carro. Digamos, e num calão de rua para vocês perceberem, ás vezes até chulo a minha viatura! No entanto, deixo aqui a minha sugestão para os fabricantes de carros, para que se façam modelos em que os pobres condutores também possam usufruir da tecnologia em que, de cada vez que o condutor vire para uma determinada direcção, o sinal indicativo dessa mesma mudança de direcção do veículo em causa se ilumine também. Não seria espantoso?

Assim, em vez do pobre condutor ter que escolher entre o extra de ter um auto-rádio, ou ter as luzes de sinal indicativo de mudança de direcção dos veículos em marcha ou mesmo ar-condicionado ou estofos de cabedal ou almofadas para apoio de cabeça, teria só que escolher entre um auto-rádio ou um ar-condicionado ou estofos de cabedal ou almofadas para apoio de cabeça pois as luzes de sinal indicativo de mudança de direcção dos veículos em marcha seriam automáticas e não seriam consideradas um extra. Mais uma vez, quero dizer, extra será sempre, pois ninguém as utiliza, pelo menos para fim a que se destinam:

Á indicação de uma futura, se bem que próxima, mudança de direcção do veículo em marcha como aviso para outros condutores de outros veículos que circulam em seu redor ou ao aliciamento de um possível parceiro sexual!

2.03 A moda do pisca-pisca

2.04 O pisca longo

Igual ao normal, mas mais longo.

3.01 Os limpa-pára-brisas

Mecanismo para limpar o pára-brisas, dotado de escova.


Amor proscrito

artistas. OutKast (Big Boi / Andre 3000)

álbuns. Speakerboxxx / The Love Below

anos. 2003

Speakerboxxx

1 Intro 01:29
2 Ghetto Musick 03:56
3 Unhappy 03:19
4 Bowtie 03:56
5 The Way You Move 03:54
6 The Rooster 03:57
7 Bust 03:08
8 War 02:43
9 Church 03:27
10 Bamboo (Interlude) 02:09
11 Tomb of the Boom 04:46
12 E-Mac (Interlude) 00:24
13 Knowing 03:32
14 Flip Flop Rock 04:35
15 Interlude 01:15
16 Reset 04:35
17 D-Boi (Interlude) 00:40
18 Last Call 03:57
19 Bowtie (Postlude) 00:34

1 The Love Below (Intro) 01:27
2 Love Hater 02:49
3 God (Interlude) 02:20
4 Happy Valentine’s Day 05:23
5 Spread 03:51
6 Where Are My Panties? 01:54
7 Prototype 05:26
8 She Lives in My Lap 04:27
9 Hey Ya 03:55
10 Roses 06:09
11 Good Day, Good Sir 01:24
12 Behold a Lady 04:37
13 Pink & Blue 05:04
14 Love in War 03:25
15 She’s Alive 04:06
16 Dracula’s Wedding 02:32
17 My Favorite Things 05:13
18 Take Off Your Cool 02:38
19 Vibrate 06:33
20 A Life in the Day of Benjamin André (Incomplete) 05:11

O Amor Debaixo…


Para alívio das dores e da constipação

Morphine.Artista

Cure For Pain.Álbum

1993.Ano

1 Dawna 0:44
2 Buena 3:19
3 I’m Free Now 3:24
4 All Wrong 3:40
5 Candy 3:14
6 A Head With Wings 3:39
7 In Spite of Me 2:34
8 Thursday 3:26
9 Cure for Pain 3:13
10 Mary Won’t You Call My Name? 2:29
11 Let’s Take a Trip Together 2:59
12 Sheila 2:49
13 Miles Davis’ Funeral 1:41



2010 – 1º e 2º semestre

1º semestre: Assim falou Zaratustra (Also sprach Zarathustra)

2º semestre: HAL (Heuristically programmed ALgorithmic computer)

3º semestre: : : : :


O avô cavernoso

Hoje: o avô cavernoso instituiu a chuva.

Ratificação: até parece que é Inverno!

Persignou-se
Ninguém o chora agora
Perfumou-se

Pensamento: Vinte mil léguas de virgens vieram

Devagar: Até que se ouvem gritos, matinadas


A vida em Marte / Poeira cósmica

Artista
David Bowie / Ziggy Stardust

O artista é um bom artista, mas veio de outro planeta.

 

Álbum
Hunky Dory / The Rise and Fall of Ziggy Stardust and Spiders from Mars

O álbum é um bom álbum, mas são dois.

 

Ano
1971 / 1972

Os anos são bons anos, mas são só 2.

 

.

  1. Changes / Five Years
  2. Oh! You Pretty Things / Soul Love
  3. Eight Line Poem / Moonage Daydream
  4. Life on Mars? / Starman
  5. Kooks / It Ain’t Easy
  6. Quicksand / Lady Stardust
  7. Fill Your Heart / Star
  8. Andy Warhol / Hang on to Yourself
  9. Song for Bob Dylan / Ziggy Stardust
  10. Queen Bitch / Suffragette City
  11. The Bewlay Brothers / Rock & Roll Suicide

 


?uestão!

Como surge sempre a dúvida  entre cortar, ou não(!), todo o mal pela raíz, nomeadamente no que diz respeito à jardinagem artística e a ervas daninhas no particular, este blog digna-se de num trabalho de pesquisa exemplar, intenso e profundo (quase diríamos, até à raiz do problema) de entrevistar especialistas estrangeiros com o intuito de ficar a saber a resposta a esta pergunta e à solução futura para todos os problemas enraizados.

Como o aparte estava a ficar longo, aqui fica, sem mais demoras e devidamente legendado, os especialistas na poda. E no mal pela raíz.

The Roots. Artista

Things Fall Apart. Álbum

1999. Ano

54. Act Won (Things Fall Apart) 0:54
55. Table Of Contents (Parts 1 & 2) 3:37
56. The Next Movement 4:10
57. Step Into The Realm 2:49
58. The Spark 3:52
59. Dynamite! 4:45
60. Without A Doubt 4:14
61. Ain’t Sayin’ Nothin’ New 4:34
62. Double Trouble 5:50
63. Act Too (The Love Of My Life) 4:54
64. 100% Dundee 3:53
65. Diedre Vs. Dice 0:47
66. Adrenaline! 4:27
67. 3rd Acts: ? Vs. Scratch 2… Electric Boogaloo 0:51
68. You Got Me 4:19
69. Don’t See Us 4:30
70. The Return To Innocence Lost 11:55

71?


Música para a geração rasca

“rasca é uma palavra gasta para uma geração vasta”

Artista
The Prodigy

Álbum
Music for the Jilted Generation

Ano
1995

1 Intro :45
2 Break & Enter 8:24
3 Their Law 6:40
4 Full Throttle 5:02
5 Voodoo People 6:27
6 Speedway [Theme from Fastlane] 8:56
7 The Heat (The Energy) 4:27
8 Poison 6:42
9 No Good (Start the Dance) 6:17
10 One Love [Edit] 3:53
11 The Narcotic Suite: 3 Kilos 7:25
12 The Narcotic Suite: Skylined 5:56
13 The Narcotic Suite: Claustrophobic Sting 7:13

>>>>>

Amália Hoje

Faz hoje 10 anos que Amália Rodrigues morreu.

E hoje mesmo, desvendo um mito que anda a ecoar pelas ruas e bairros de Lisboa. O mito que Amália está viva. Amália is alive and kicking! Mas não. É tudo falso. A verdade é que ultimamente se tem ouvido muito que irá haver um concerto de Amália Hoje mas… quantos de vocês já viram algum?

Eu pelo menos nunca li notícia alguma a dizer que o concerto de Amália ontem tenha sido bom!

 

Isto até me faz lembrar uma história… que eu não vou contar mas que ocorreu após um minuto de silêncio em honra de Amália Rodrigues em pleno espaço público com cerca de 50 mil pessoas a baterem palmas. Ora isto já é no seu conteúdo um contra-senso, pois não existem minutos de palmas mas a pessoas resolvem fazê-los no espaço dos minutos de silêncio. E porquê? Porque são porcas? Não. Mas porque nesses minutos, o silêncio não se faz ouvir e vêem as palmas e tomam o seu lugar. Assim, deste modo, é natural que as pessoas que bateram palmas durante um minuto se sintam cansadas e depois apareça mesmo um pouquinho de silêncio. Não é um minuto, mas já é alguma coisa. Nestas alturas se alguém grita emocionado «Amália!» é óbvio que todas as pessoas que estão em silêncio oiçam. Tanto porque se cansaram de bater palmas como porque se calhar estão a fazer 3 minutos e 14 de silêncio. Cerca de pi minutos de silêncio. E a história começava mais ou menos ness momento. Mas não vou contar.

Tráfico de orgãos

Venho escrever sobre algo que não se tem falado ultimamente. Talvez por já não estar na moda ou, mais provavelmente, por maiores interesses financeiros colocarem um entrave à sua exposição mediática. É crível que o tráfico de orgãos movimente milhões de euros em todo mundo. Ou seja, quando o assunto é dinheiro percebe-se facilmente o que leva ao silenciamento deste problema mundial. E quiçá, do Pato à Pequim.

Quem nunca acordou sem se lembrar do que lhe tinha acontecido na noite anterior e com uma ligeira sensação que lhe faltava o fígado? Quem nunca ponderou sobre o facto de haver sempre moelas e pipis numa tasca perto de nós? Quem não se questiona sobre o que isto terá a ver com o tráfico de orgãos?

Eu acordo. Eu pondero. Eu questiono.

Existe até uma história, que creio ser verdadeira, em relação ao tráfico de orgãos vindos de África e Ásia e à sua entrada na União Europeia através da sua porta de acesso, Portugal. Francisco Moita Flores, na altura ainda inspector da polícia judiciária e não escritor de novelas, conseguiu interceptar um contentor repleto de orgãos para o mercado negro. Diz-se que o ex-inspector ficou horrorisado quando na alfândega abriu um dos contentores vindos de África num navio com bandeira das ilhas Seychelles e apenas terá dito:

Epah!! Aqui há Casio!
 Eu, pessoalmente, continuo a preferir o Hammond!



Untitled

How does it feel?

 

Artista D’Angelo

Álbum Voodoo

Ano 2000

 

 

01 Playa Playa
02 Devil’s Pie
03
Left & Right
04 The Line
05 Send It On
06 Chicken Grease
07 One Mo’gin
08 The Root
09 Spanish Joint
10 Feel Like Makin’ Love
11 Greatdayindamornin’/Booty
12 Untitled (How Does It Feel)
13 Africa

 

Apenas um pequeno aparte a esta entrada. Se alguns dos leitores e leitoras mais atentos e mesmo os mais desatentos, ou aqueles que ficam a fazer de folha de alface alguma vez pensaram como seria fisicamente este vosso autor. Pois bem. Este artigo quase que desvenda tudo, pois sou bastante parecido fisicamente a este artista. Sou apenas um pouco mais pálido. De resto tenho o mesmo número de braços.


Oh Joana…

Oh Joana… pensar que estivemos tão perto!

Quando se pensava que o mercado de transferências estava a arrefecer com a proximidade do ínicio da nova época futebolística, eis, senão quando, Bloco de Esquerda e PS iniciam uma luta titânica pela ex-deputada Joana Amaral Dias para construção de uma bancada parlamentar de galácticos. Perdão, galácticas. Por um lado, o PS pretendia juntar Joana (para os amigos) a Marta Rebelo e formar uma dupla com um pivot fixo no ataque e uma deputada mais móvel. Por outro, o Bloco de Esquerda pretendia rentabilizar o seu activo mais precioso agora que tinha opção de compra após empréstimo da novata Marisa Matias.

O despique no mercado de tranferências faz mesmo lembrar o duelo Porto-Benfica, sendo que este ainda não se sabe quem levará a melhor. Deputada. Ecos do estrangeiro também se fazem sentir, com Berlusconi ao que parece na corrida para a aquisição da ex-deputada, embora ainda não seja claro se o cargo oferecido será na bancada do estádio San Siro ou na bancada do parlamento italiano. Um rumour que pode fazer elevar os números do negócio, pois já todos conhecem a capacidade de Berlusca (para as amigas) de transformar modelos em deputadas.

E quanto ao resto do espectro político?

Quanto ao PSD, este partido não se tem envolvido nesta guerra porque segundo a sua bancada já têm a sua galáctica em Manuela Ferreira Leite. Da parte do PCP, uma fonte junto da bancada que costuma limpar as escadarias à 5ª feira indicou que não acham a pessoa em causa do mesmo calibre e capaz de substituir a saudosa e  formosa Odete Santos. E da parte do PP, bem, Paulo Portas recusou-se a comentar a possível concorrência.


Septeto Habanero

Artista
Quinteto Tati

Álbum
Exílio

Ano
2004

 

01 Valsa Quase Antidepressiva
02 Rumba dos Inadaptados (Ou a Morte do Jovem Contribuinte)
03 Suor e Fantasia
04 Carta Tardia
05 Domingo Sem Deus
06 Um Fado Qualquer
07 A Flor da Vida, a Arte do Encontro, Etc.
08 No Jazz
09 Vai Já Passar
10 Inventário Marítimo
11 Uma Para o Caminho
12 Créditos Finais


Oleeeé

Muuuuuuuu…

Por momentos ao visionar o meu canal preferido, aquele que nos traz emoção, incerteza no resultado e momentos de algum riso contido, senti temor. Quase como uma mensagem sublimar, as imagens do Parlamento da Assembleia da República portuguesa indicavam um animal selvagem à solta no hemiciculo.

Inspirei fundo e pensei para mim:

Não. Não pode ser um animal selvagem. O jardim zoológico encontra-se a alguma distância da rua de São Bento, o Ribatejo fica ainda mais longe e no edifício da Assembleia os seguranças pedem identificação ao entrar. Mesmo que o animal com chifres tenha alguma identificação, com os cascos que tem não a consegue agarrar. 

Suspirei. Mimosa.

Será o debate sobre os touros de morte? Será uma atitude de bullying por parte de um deputado do 12º ano? Será o Super-Homem? Não. É apenas o ministro Manuel Pinho na brincadeira!

Já podiam ter dito…

Oleeeeéééé!