Este blog contém pus!

Posts tagged “blog

Um blog…

Um blog danado para o regabofe sem ser levado da breca.

Pelo menos foi-o durante este curto espaço de existência. Pede-se agora a escolha dos leitores para o subtítulo de 2009.

Contentes pela vossa participação


Adenda

Afinal o que foi dito sobre o dia 15 de Outubro estava completamente errado. Apesar de ser um dia no meio do mês e no meio da semana, ele é também um dia especial:

15 Out – Dia Mundial da Lavagem das Mãos
15 Out –
Blog Action Day 

Pedimos desculpa pelo lapso.


Anónimo

Net, 02-10-2008

 

Exmo(s)/a(s) senhor(es)/a(s),

Sinto que cometi um erro!

Quando comecei a escrever e a divulgar o blog, com a minha razoável ignorância, pensei que esta era finalmente a minha hipótese de ganhar muito dinheiro e conhecer muitas mulheres. No primeiro dia até parecia que estava tudo a resultar. Ao ficar em casa a escrever um artigo, acabei por poupar 20 € do jantar, depois mais 10 € do bar e como o artigo até acabou por ficar grande, mais 20 € da discoteca e 150 € da acompanhante de luxo. Por isso no total: 20+10+20+150… qualquer coisa como bastante. Além do mais, durante o tempo que escrevia e pesquisava na internet sobre o tema em questão, lagostins de água doce, conheci inúmeras mulheres que se demonstravam muito solícitas em fazer amor comigo através da web cam (câmara em rede). Apenas não aceitei pois estava realmente empenhado em terminar o artigo e, pensei, que sendo este o primeiro dia a escrever num blog, esta meia dúzia de mulheres seria apenas uma amostra do que eu certamente iria ter no futuro. Este certamente acabou por não se demonstrar tão certo assim, como infelizmente agora o sei.

Sinto que cometi um erro!

Esta percepção do mundo começou a mudar quando após alguns dias, que se revelaram de grande militância para com este espaço, em que já havia um grande sururu em redor do blog e um grupo razoável de pessoas que sabiam da existência do mesmo. O que pareceu um bom augúrio revelou-se fatal. Quem lia, além de ficar informado sobre os lagostins de água doce, também tinha acesso aos meus planos maquiavélicos de aquecimento global e enriquecimento rápido à custa de terceiros. Primeiro, os conhecidos deixaram de me emprestar dinheiro, depois os amigos e no fim até os meus pais. Neste momento ainda estou á espera da decisão do banco, quanto à concessão do empréstimo a 70 anos para compra de casa.

Sinto que cometi um erro!

Quanto às mulheres? Bem, as mulheres viram a verdadeira pessoa que sou. Ou seja, um ser perfeito! Menos para elas. Viam nos meus artigos, a imagem de um homem extremamente inteligente mas com uma mente destorcida, retorcida, torcida e até enrolada, com pequenos apontamentos de parvoíce, muito pequenos mesmo.  Algo que não nego, mas tento disfarçar, e para bem da verdade, também não me viram em carne e osso. Senão poderiam comprovar que as minhas enumeras deformidades fisicas fazem esquecer sobremaneira os graves disturbios mentais.

Sinto que cometi um erro!

Outro dos problemas era com mulheres com que partilhava alguma intimidade. Este problema também se manifestava com alguns animais e pessoas do mesmo sexo, que, viam em mim, a pessoa-blogger, um autêntico Big Brother. Uma espécie de Teresa Guilherme. Os animais sofriam mais. Assim tudo o que diziam ou baliam, pensavam estar a ser gravado ou observado com atenção extra para mais tarde blogar(!?). Sentiam-se monitorizados a qualquer acção. Tinham medo de espirrar na minha presença. Já não coçavam as partes baixas, por muito que o trabalho os pressionasse para tal. Não se despiam à minha frente. Nem atrás. Nem ao lado. Nem por cima nem por baixo. Nem se depilavam ou tosqueavam!

Assim, resolvi retirar tais artigos tão polémicos sobre a minha natureza humana, inclusivé, a do lagostim de água doce e passar a assinar sob pseudónimo. Anónimo. A partir desse momento as pessoas voltaram a falar comigo e a socializar. Só não gostam é do Anónimo. Agora, que já não divulgo o «bicho» e até ao momento em que escrevo, felizmente continuam a exister transeuntes… que não me conhecem… que não sabem que estou a extrair todo o género de informação para escrever um artigo… eles andam por aí.

E eu por aqui. 

 

Sinceros cumprimentos,

Ass: Anónimo