Este blog contém pus!

Posts tagged “patins

Belo par

(continuação) 

“Nem sempre, a tradução literal consegue capturar o real significado das palavras”

 

Forgetting Sarah Marshall
Forgetting Sarah Marshall Um belo par de patins

 

Há pouco tempo senti que tinha que aprender inglês. Ou melhor, re-aprender. Já que nem um simples título de cinema conseguia traduzir para português! Afinal percebia substancialmente menos que pensava. E pensar mais do que se percebe é muito mau. Dá urticária e um cansaço desnecessário. Resolvi desde então só pensar tanto quanto percebia. Pouco, ou muito pouco, mas pelo menos fazendo-o em inglês para ir melhorando. E dei por mim nas tardes de domingo a passear de fato-de-treino no shopping center a tentar traduzir tudo o que me aparecesse à frente e mais-que-tudo a aprender com as traduções de títulos dos filmes feitos por mestres na arte da tradução anglo-lusa!

E pareceu-me que foi de um momento para o outro, uns 15 ou 16 fins-de-semana depois de me ter começado a aplicar que tudo começou novamente a fazer mais sentido. Mais Sentido! Entrava em discotecas e lia “2 Discs”. Dois Discos. “Internacional”, internacional. “Indie”, índio. Entrava em lojas de roupa, hamburgarias, papelarias, “Record”, recorde, “Reader’s Digest”, a digestão do leitor. “Pull & Bear“. Puxa e urso. “Hamburguer Special”. Hamburguesa normal mas com ovo estrelado. Tabacarias, lojas de electrodomésticos, sapatarias, “Nicotine”, Fumar Mata, “Diskman”, diskman, “Micro-Wave Oven”, forno micro-ondas. “Timberland”, de onde abatem a madeira que transportam pelo “Timberlake”, campo de golf.

Até no supermercado! Lembro-me como se fosse ontem. Estava já eu na caixa de pagamento, a passar a grade de minis, a água (faz toda a diferença) e os pacote de amendoins e  de TexMex, quando me lembrei que me tinha esquecido de melões para acompanhar o presunto de Chaves. Lembro-me de ter pedido à menina da caixa, que prontamente no alto da sua voz rouca e radiofónica pegou no microfone:

«Patinadora… Patinadora chamada á frutaria! Seguindo com 2 melões para a caixa nº 37, sem passar pela peixaria, pelo corredor dos iogurtes e derivados do leite, enlatados e luzes de marcha-atrás!»

Quando aparece a dita cuja, formou-se um momento verdadeiro zen. Já pensava, falava e sonhava em inglês. «Mas que bela patinadora… com um Forgetting Sarah Marshall e um patinar suave, um Forgetting Sarah de curvas a contornar a promoção de atacadores para sapatos, um Forgetting Sarah de curvas a delinear o uniforme de polo justo e calção de licra… uma bela patinadora com um Forgetting Sarah de melões e a acompanhar um lindo Forgetting Sarah Marshall in-line amarelo torrado de Downhill Slalom.»

Ahhhhhhhhhh… Lembro-me como se fosse agora!

 

E agora que me lembro disso… até que era um deslumbrante Forgetting Sarah Rollerblade’s dourados de hoquei patinado!!!!

Anúncios