Este blog contém pus!

informática

Novo jogo para arcadianos!

O que há uns anos parecia impossível acontecer, aconteceu.

 

Vai estrear em Portugal para todo o continente o novo jogo do PS (não confundir com PlayStation). Esse mesmo, o PEC-Man (não confundir com Pac-Man)!

Esta nova e actualizada versão do jogo PONG que em vez de passarmos a bola para o outro lado da rede, passamos políticas, taxas e impostos, benefícios e deduções fiscais para o outro contribuinte, vai de certeza tornar-se rapidamente num sucesso no mundo dos video-jogos, consolas e mais que tudo, das arcadas. Dos prédios, vielas e assembleias de deputados.

A partir de agora, se alguém perguntar o que estão a jogar, só podem mesmo responder: «Ao PEC!». «Ao PEC?».

– Sim, ao PEC maaan!

 

Requisitos, tipo… máximos:

CPU: Intel Core 2 E8400 ou inferior
Placa gráfica: Gigabyte 8800 GT 512MB ou inferior
Memória RAM: 2GB Kingston ou inferior
Placa de som: Sound Blaster Audigy ou inferior
Disco: 500GB + 300GB SATA2 ou inferior
Sistema operativo: Windows XP ou inferior

Anúncios

Tráfico de orgãos

Venho escrever sobre algo que não se tem falado ultimamente. Talvez por já não estar na moda ou, mais provavelmente, por maiores interesses financeiros colocarem um entrave à sua exposição mediática. É crível que o tráfico de orgãos movimente milhões de euros em todo mundo. Ou seja, quando o assunto é dinheiro percebe-se facilmente o que leva ao silenciamento deste problema mundial. E quiçá, do Pato à Pequim.

Quem nunca acordou sem se lembrar do que lhe tinha acontecido na noite anterior e com uma ligeira sensação que lhe faltava o fígado? Quem nunca ponderou sobre o facto de haver sempre moelas e pipis numa tasca perto de nós? Quem não se questiona sobre o que isto terá a ver com o tráfico de orgãos?

Eu acordo. Eu pondero. Eu questiono.

Existe até uma história, que creio ser verdadeira, em relação ao tráfico de orgãos vindos de África e Ásia e à sua entrada na União Europeia através da sua porta de acesso, Portugal. Francisco Moita Flores, na altura ainda inspector da polícia judiciária e não escritor de novelas, conseguiu interceptar um contentor repleto de orgãos para o mercado negro. Diz-se que o ex-inspector ficou horrorisado quando na alfândega abriu um dos contentores vindos de África num navio com bandeira das ilhas Seychelles e apenas terá dito:

Epah!! Aqui há Casio!
 Eu, pessoalmente, continuo a preferir o Hammond!


Rapidinha III – Michael Jackson

Existe sempre uma aura de mistério quando alguém famoso morre. E muitas vezes, existe mesmo um encobrimento da morte dos mesmos, por razões que desconhecemos. Daí a razão para o encobrimento. Não deixar ninguém saber da morte atroz e dolorosa de alguém conhecido.

No entanto, no caso do Michael Jackson nada disto se passou.

Ele realmente estava com o médico, mas não foi uma injecção para as dores que terá provocado um suposto ataque cardíaco. Eles estavam em amena cavaqueira quando o médico lhe disse:

– Michael, acho que não conheces esta. Vão dois amêndoins no passeio. Um cai e o outro descasca-se a rir!

Nisto o Michael Jackson começou a rir e… rasgou a pele todinha!

Infelizmente com tanta gente que devia morrer, e é o rei da pop, o único que conhecia o segredo de como se tornar branco que desaparece. Literalmente.